segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Qual o segredo de Renan Zanatta?

Renan Zanatta, vulgo Cabelo, Nanan, entre outros apelidos carinhosos. Estou pra falar desse cara um cara faz tempo já.
Lembro-me de quando o conheci. Ele era apenas o irmão mais novo de um grande amigo meu. Então o Rafa e eu tivemos a ideia de montar uma banda e que aquele cara que curtia Mettallica seria o baixista perfeito. Na verdade, ele ainda era uma criança, ele e o baterista, Ivan Pigozzo.
Só que mesmo assim formamos a banda. Começamos com o singelo nome de "Renegados", só que no final acabou pegando mesmo o "Magrelas Poser".
 Porão dos Magrelas 

Acho que conseguimos ter nossos momentos! Alguns shows interessantes, como aquele no Recanto Romano, onde praticamente quatro crianças tocavam Rage Against the Machine, Queens of the Stone Age, entre outros, para um bando de gente tomando cerveja na piscina naquele calor infernal. Também teve o show épico no Bar do Velho, com direito a muita caipirinha de cerveja e vários The Strokes no repertório.
Só que esse tempo passou, parei de mexer com essa coisa de música e o Nanan continuou.

 República Frank the Tank

Juntamente com seu irmão Rafa, fundaram a famosa Frank the Tank. Cara, muita gente ainda pensa que os caras moram na República Frank the Tank, onde aconteceram memoráveis festas, pra dizer a verdade, com certeza, as melhores festas da Universidade, regadas a muita cerveja e tequila e com o som de bandas como a própria Frank, Família Palim, Godfather Blues, Cake Cover, entre outras.

 Frank the Tank
O som da Frank era um country-rock com vocais do tipo Kings of Leon, guitarrinhas marcantes, bateria sempre muito presente do Rochera e o baixão criativo do Shiozaki.

Fizeram o cd "Northwest Roll", que teve uma boa aceitação pelo público maringaense.

Só que Nanan não para, ele está sempre em movimento, sempre um passo a frente. Mudou-se para Caiobá para cursar Gestão Ambiental na Federal do Paraná. E de lá veio a sua independência musical. Digo independência porque creio que ele finalmente se libertou dos grilhões musicais e conseguiu impor o seu estilo na música que fazia. Ele conseguiu criar o seu próprio som.

 Renan Zanatta e a Mata Atlântica

Alguns apontam algumas influências, mas influências todos tem. O que nem todos tem é um estilo marcante, algo próprio, somente seu e Renan Zanatta conseguiu fazer isso. Ele mesmo dá os ingredientes para a sua música:" Coloque duas porções de Samba-Rock, com uma de Surf-Music, ao molho de muito mantra com uma pitada de Rock N'Roll."

Mas seu estilo não resume apenas a sua música. Creio que existe o estilo Nanan Zanatta de viver. Um estilo marcado basicamente pela mistura das duas maiores influências de sua vida, Márcia Ferreira e Odacir Zanatta, misturado com o jeito litorâneo e despojado de ser.

 Odacir Zanatta "O Grande Odaça"

Percebi isso uns dias atrás, quando estava no Ginásio Waldir Pinheiro e quando olhei pra trás, lá estava o Renan, de cabelo cumprido e barba espessa. Na hora eu pensei: cara, o menino já virou homem. Foi bonito ver isso, ver essa transformação.

 Renan, Márcia Ferreira (sua mãe) e Priscila

Lembro que esses dias fui assistir ao ensaio da sua "nova banda" que está em fase de gravação, Nanan Zanatta e o Tanque. A mesma formação da Frank, só que com as músicas do Nanan. No final do ensaio, estávamos todos descontraídos tentando achar uma definição para seu som. Foi aí que brinquei: "Cara, Nanan é um som que fala de amor". Na hora a galera achou engraçado e tal, só que depois, pensando melhor, vi que era isso mesmo. Nanan fala de amor sempre. Não apenas aquele amor de homem e mulher, mas amor por tudo. Amor pela sua família, amor pelos amigos, amor pela praia, amor pelo Paraná, amor pela música, amor pela vida.
Não comentem, mas esse é seu segredo, ele faz tudo com amor. Desde a mais banal das coisas, até aquilo que mais importa na vida. Suas músicas, seus gestos, seus olhares, seus comentários, são todos cheios de amor.
Existem algumas pessoas que conseguem fazer com que seu dia melhore infinitamente, e o Renan Zanatta é uma delas.
Por isso, seguem alguns momentos "pra te alegrar":



"Nanan & O Tanque - Vai dizer"


"Nanan - O Pescador"



"Frank the Tank - Old's Cool"




"Nanan & O Tanque - Casa da esquina"



"Nanan & O Tanque - Pitoca, Pitoquinha"




P.S.: Em breve, comentarei o seu CD que deve sair nos próximos meses.

2 comentários:

  1. Muito bom o post xexela..
    Logo logo sai o CD.. vai ser da hora!
    abraço!

    ResponderExcluir
  2. michel.. sempre que quero lembrar do valor de cultivar uma amizade venho a este post, e vejo como tudo vale a pena com os amigos do peito. muito obrigado pelas palavras, me da mais energia e amor pra continuar vivendo, aprendendo, e espalhando muita musica!
    um beijo no coração, meu irmão!

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget