segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

O disco que eu não ouvi

Tem vez que a gente demora pra perceber alguma coisa que acaba por ser meio óbvia. Se tivesse parado pra pensar, se tivesse tentado encaixar todos aqueles pedaços que são desconexos à primeira vista, a coisa se tornaria de uma obviedade tamanha que dá até vergonha de se dizer que não havia percebido isso antes.
As músicas sempre disseram mais do que eu pensei que diziam. Isso é um fato.

Ocorreu um erro neste gadget